Apae Topo

Histórico - APAE de Jundiaí do Sul, PR

Histórico

APAE de Jundiai do SulA necessidade da fundação de uma APAE (Associação de Pais e Amigo dos Excepcionais), e a criação de uma Escola Especial, há tempos era motivo de preocupação neste município.

A realização desse “sonho” implicou assim, em reuniões com pessoas de vários segmentos da sociedade local (professores, juristas, agricultores, farmacêuticos, e comerciantes,poder público e outros), para incentivá-los a participar e a compor a diretoria da APAE.

Gradativamente o propósito dos pais dos alunos foi ganhando força, devido ao apoio de outros pais e familiares de pessoas com necessidades educativas especiais, das autoridades e da comunidade em geral.

A idéia se expandiu a partir do primeiro semestre de 2004, ocasião em que foram avolumando idéias, até a data (17 de junho) em que um grupo de amigos e pais realizaram a primeira Assembléia, e elegeram a primeira Diretoria com a finalidade de iniciar um projeto, que culminou com a efetivação de uma APAE.

Após sucessivas reuniões de diretoria e algumas parcerias, inaugurou-se no dia 05 de dezembro de 2006, a Escola de Educação Especial Luz da Manhã - APAE de Jundiaí do Sul. No dia 11 de dezembro de 2006, tiveram início as atividades escolares, por uma equipe de voluntários: professores, funcionários e equipe técnico/pedagógica, em uma casa alugada.

A APAE de Jundiaí do Sul - Escola de Educação Especial Luz da Manhã - apresenta uma nova Abordagem Ecológica Funcional em Educação Especial, sendo esta uma proposta curricular comunitária participativa, culturalmente adaptada e apoiada no conhecimento do Educando, do seu meio e das relações recíprocas entre os mesmos.

No município de Jundiaí do Sul a Educação Especial está presente desde 1992 com a criação de uma Classe Especial – D.M., na Escola Estadual Professor Luiz Petrini, - Resolução de Autorização 2937/92 e com a municipalização, esta classe foi transferida para o Município, passando a funcionar na Escola Municipal Professora Vilma Vieira Pereira Marques – Parecer 967/99 – CEF.

Em 17/04/2006, foi criado na Escola Estadual Professor Luiz Petrini, o Centro de Atendimento Especializado.

Cabe ressaltar que o marco da Educação Especial no Município ocorreu em dezembro de 2006, com a fundação da Escola de Educação Especial Luz da Manhã – APAE, que caminha a passos lentos de acordo com as condições físicas e financeira que apresenta, por isso ainda não dispõe de alguns materiais básicos para acomodação da escola e alunos e também de origem pedagógica, essenciais na realização de um trabalho educacional.

No dia 15 de dezembro de 2011 as 19:30 horas no salão Divino Mestre na praça Pio X, foi realizada uma Audiência Pública para Cessação da Escola de Educação Especial "Luz da Manhã" e Autorização da Escola "PAULO FOGAÇA" na Modalidade de Educação Especial, cf. Resolução 3600/2011 e Autorização 3564/2011 DEEIN/SEED.

Destaques

1- Patrono: Paulo Fogaça, de saudosa memória, de família tradicional e pioneira, filho de Antônio Fogaça de Souza e de dona Claudina de Jesus Fogaça nasceu e viveu nesta comunidade por mais de 70 anos onde faleceu em 01/02/2008.

Honroso pai de nove filhos supriu a humildade de sua vida com um amor incondicional que sempre testemunhou nos incontáveis serviços prestados à Comunidade. Patriota de coração e cristão fervoroso deixou uma gama enorme de amizades; pois servir sempre foi o objetivo de sua vida.

Pai amoroso – avô extremoso foi um dos fundadores desta Instituição, que tornou-se mantenedora da Escola de Educação Especial "Luz da Manhã" em 17/06/2004; em tempos muito difíceis quando estava sempre a frente das promoções e incansável na busca de doações para suprir a necessidade de nossos educandos, entre eles – Saimon Henrique Strombeck Fogaça Ugolini – neto que Deus lhe concedeu dentre as vicissitudes que a vida nos apresenta. Os primeiros anos de vida dessa criança especial e, severamente, comprometida teve o colo de seu avô que, inicialmente, o embalou e depois foi conduzido por ele sobre rodas até torna-se adolescente, quando iniciou sua permanência nesta escola.

Hoje, Paulo Fogaça, repousa no paraíso deixando saudades entre todos desta comunidade e uma grande lacuna entre seus familiares; mas, sobretudo a lição imorredoura de que AMOR é a maior força do mundo – portanto, muito nos honra ter seu nome inscrito nos anais de nossa Escola que passa a denominar-se "Escola de Educação Básica Paulo Fogaça" - na modalidade Educação Especial, na área de Deficiência Intelectual, com oferta de Educação Escolar, nas etapas da educação Infantil, Séries Iniciais do Ensino Fundamental e modalidade de Educação Profissional/Qualificação para o trabalho e Educação de Jovens e Adultos fase I.

DMC Firewall is a Joomla Security extension!